Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

Comissão Municipal de Convivência com o Semiárido realiza 1ª Festa da Colheita em Tabuleiro do Norte - Ceará

June 21, 2017

por Thiago Valentim 

CPT e EFA Jaguaribana

 

Com o Tema A festa é boa é a Festa da União, é a Festa da Colheita que deu em nosso Sertão, a Comissão Municipal de Convivência com o Semiárido realizou a 1ª Festa da Colheita em Tabuleiro do Norte, um momento forte de agradecer pelos frutos colhidos, mesmo após 6 anos de seca, de discutir a realidade da agricultura familiar camponesa no município e região do Vale do Jaguaribe e de fortalecer as lutas do povo camponês por melhores condições de trabalho, acesso à terra e água.

 

A Festa da Colheita teve início, pela manhã, em frente à Igreja Matriz, com o café da manhã comunitário, uma acolhida anima com cantos, toadas e mística preparada pela Cáritas Diocesana sobre a situação hídrica do Vale do Jaguaribe. No local, estava a venda de artesanatos feitos no distrito de Olho d'Água da Bica e o material da EFA Jaguaribana. Logo em seguida, os participantes sairam em caminhada pelo centro da cidade, levando faixas, cartazes e entoando gritos de luta, com Se o campo não planta, a cidade não janta. A caminhada gerou interesse e curiosidade por parte da população da cidade, fazendo com que algumas pessoas fossem participar da Festa da Escola Profissionalizante Avelino Magalhães, pra onde seguiu a caminhada. O objetivo da caminhada era mostrar mesmo à cidade a importância da agricultura familiar camponesa no município.

 

Ao chegar à Escola profissionalizante, houve várias falar de agricultores e agricultoras sobre suas experiências, suas histórias e também de organizações parceiras quer partilharam informações sobre as políticas hídricas na região, o processo de construção da Escola Família Agrícola Jaguaribana Zé Maria do Tomé (EFA Jaguaribana) e de experiências de Festas da Colheita em outras regiões do Estado, como a região norte, partilhada pelo companheiro Erivan Silva, do Movimento do Atingidos pela Mineração, que contribuiu na animação da Festa. Participantes entoaram versos e cantaram músicas da cultura nordestina.

 

Em seguida, houve o almoço comunitário e um forró pé de serra, tocado pelo sanfoneiro Gledson, do Assentamento Barra do Feijão. Os agricultores e agricultoras ofertaram milho, feijão, mel, gerimum, côco, mamão e banana, frutos de sua produção. Estiveram presentes pessoas de várias comunidades rurais, de assentamentos rurais, de representantes da EFA Jaguaribana, da Comissão Pastoral da Terra (CPT), da Vale Assessoria, da Cáritas Diocesana de Limoeiro do Norte, do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, religiosas, vereadores e de companheiros da comunidade de Lagoinha, em Quixeré.

 

Ao terminar a Festa, todos saíram com a alegria e a certeza da importância de momentos como este para mobilizar agricultores e agricultoras e fortalecer as lutas. A perspectiva é que a Festa da Colheita seja realizada anualmente.