Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

COMISSÃO PASTORAL DA TERRA REALIZA 2º MÓDULO DA ESCOLA CAMPONESA EM TABULEIRO DO NORTE - CEARÁ

March 14, 2017

Nos dias 10 a 12 de março de 2017, no Parque Ecológico dos Currais, em Tabuleiro do Norte - CE, aconteceu o 2º Módulo da Escola Camponesa, realizada pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), em parceria com a Associação Escola Família Agrícola Jaguaribana (AEFAJA) e a Vale Assessoria. Os temas estudados nesta etapa fora: Solo e Tipos de Solo, Sementes Crioulas e Casas de Sementes, Manejo de Culturas. Participaram 19 jovens dos municípios de Tabuleiro do Norte, São João do Jaguaribe e Potiretama.

     A exemplo do 1º Módulo, realizado em janeiro de 2017, foi um momento rico de integração entre os participantes, de discussões intensas sobre o semiárido e experiências práticas de como cuidar melhor do semiárido e torná-lo um ambiente ainda mais vivo. A Escola Camponesa aconteceu num espaço de uma grande biodiversidade, o Parque Ecológico dos Currais. Neste módulo, os participantes tiveram a oportunidade de fazer uma trilha pelo Parque, visitando o Olho d’Água do Corrente, a mata nativa preservada e conhecendo várias espécies de plantas, animais, insetos que não existem mais em suas comunidades devido o desmatamento. O olho d’água estava mais abundante devido às chuvas das últimas semanas.

     Um tema que marcou o estudo foi sobre as Sementes Crioulas e Casas de Sementes. Resgatando histórias antigas dos antepassados sobre o cuidado, a seleção e o armazenamento das sementes, os educandos e educandas aprenderam a importância das sementes crioulas e das casas de sementes para garantir soberania e segurança alimentar. Entre os ensinamentos partilhados/adquiridos, a turma destacou o seguinte:

  • Positiva a iniciativa de várias comunidades de implantarem suas próprias casas de sementes;

  • Aumento da consciência dos males dos agrotóxicos e o não uso de veneno;

  • Retomar práticas antigas de sementes, escolhas das sementes graúdas e não escolher sementes com furos;

  • Que as sementes crioulas não são somente agrícolas, mas nativas, de fruteiras, hortaliças;

  • Que agricultores e agricultoras, quando dá a lagarta, replantam a semente, mas não usam agrotóxicos;

  • Que as queimadas destroem e natureza e faz muito mal ao solo;

  • Que a casa de sementes é uma alternativa às sementes do governo que, além de não serem de boa qualidade, chegam atrasadas para o plantio.

     A arte também este presente neste 2º Módulo. A Comunidade dos Currais, pais e mães de educandos participaram ativamente da noite cultural, animada por um sanfoneiro local, com músicas regionais e forró pé de serra. Os participantes da Escola fizeram apresentações artísticas para partilhar com os presentes as reflexões feitas neste módulo. Também a partilha do alimento feito na casa de encontro e daqueles trazidos por pais e mães de educandos e educandas marcou a noite cultural.

     Alguns amigos e amigas visitaram a Escola Camponesa, vereadores locais e militantes sociais, como as professores Regina Coele e Lia, da Universidade Estadual do Ceará – Campus de Crateús e do representante da Via Campesina Internacional, Peter Rooset. Os visitantes puderam conversar com a turma e fazer um intercâmbio de experiências.

     O 3º e último módulo está agendado para os dias 5 a 7 de maio de 2017, também no Parque Ecológico dos Currais. Será a conclusão desta Escola Camponesa. 

 

Thiago Valentim
CPT/EFA Jaguaribana

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags