Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA JAGUARIBANA (EFA) REALIZA ENCONTRO DE FORMAÇÃO SOBRE A QUESTÃO HÍDRICA NO VALE DO JAGUARIBE

November 19, 2016

 

 

No dia 19 de novembro de 2016, no Distrito de Olho d´Água da Bica, em Tabuleiro do Norte, a EFA Jaguaribana realizou um encontro de formação com comunidades da região onde será construída a EFA. Um dos objetivos do encontro foi discutir com as comunidades a situação hídrica do Vale do Jaguaribe e, especificamente, a situação hídrica de cada comunidade da região do Olho d’Água da Bica (potencialidades hídricas, usos da água, ameaças). Estiveram presentes representantes das seguintes comunidades: Campos Velhos, Currais de Cima e de Baixo, Pedra Pedra, Baixa do Juazeiro, Assentamento Barra do Feijão, RAPs, Campos do Roseno, Baixa de Minas, Alto Vistoso, Várzea Grande e Olho d’Água da Bica.

 

A discussão foi facilitada por Anjerliana (Cáritas Diocesana de Limoeiro) e Paulo (Instituto Federal Limoeiro do Norte). Através da construção de mapas das comunidades, os participantes foram identificando nos mapas desenhados elementos estruturais das comunidades, como escolas, templos religiosos, associações, posto de saúde e, principalmente, as fontes hídricas e algumas especificidades relacionadas à produção e à terra. Com esta cartografia social, os facilitadores foram ajudando aos participantes a olharem para o seu território de maneira mais crítica, tentando identificar as possibilidades e desafios e, inclusive, as ameaças que pairam sobre os territórios. Foram identificados, por exemplo, que poços profundos de grandes empresários, com vasão bem superior aos poços de agricultores e agricultoras familiares está causando uma diminuição considerável na oferta de água a partir desta fonte; também foram identificados vários poços profundos cavados, mas que atualmente estão desativados pela ausência de atuação do poder público em garantir o funcionamento destes poços.

 

Para ampliar o debate, os facilitadores partilharam algumas informações sobre a situação hídrica no Ceará e no Vale do Jaguaribe, a gestão das águas, as condições atuais dos Aquíferos Jandaíra e Açu, a atuação das empresas do agronegócio na região, a concentração da água por estas empresas e a forma como o governo do Estado vem fazendo a gestão hídrica da bacia.

 

Com este diagnóstico, se pretende tem uma clareza maior da realidade das comunidades onde a EFA se instalará e, a partir destas informações, subsidiar o processo de formação que será ofertado na Escola Família Agrícola, que atingirá não somente educandos e educandas, mas também suas famílias e comunidades.

 

Este projeto de cartografia social será feito em outras ocasiões, com as comunidades ausentes, para que estas também participem do debate e se envolvam mais efetivamente na construção da EFA, mas se engajem também na luta por terra e água no Vale do Jaguaribe. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Parceiros da EFA Jaguaribana Zé Maria do Tomé